Seguidores e seguidoras

viernes, 2 de junio de 2017

O Tordo charlo (Turdus viscivorus), a pantasma da floresta

    Se temos umha espécie ornítica difícil de fotografar essa é o Tordo charlo (Turdus viscivorus), habitante característico das massas arvóreas bem desenvolvidas, motivo polo qual é mais abondosso nas áreas da montanha. Porém, a reforestaçom de muitas terras agrícolas com espécies de crescimento rápido coma o eucalipto ou os pinheiros semelha que puido favorecer ao charlo. Na minha opiniom esta transformaçom da paisagem puido facilitar a sua re-colonizaçom das comarcas litorais, que foram durante moito tempo adicadas maiormente à agricultura e à gandeiria.

  Podemos considerar ao Tordo charlo como o paxaro mais tímido de todos os presentes na Galiza. Por vezes nem permite que o observador se achegue a menos de cem metros; especialmente as aves adultas. Até com umha cámara bridge de alta gama acharemos problemas para o afotar.

 Tordo charlo (Turdus viscivorus) adulto

  O charlo é reprodutor em várias das quadrículas que fago para o atlas de aves reprodutoras, mas é certamente complicado obter dados de nidificaçom por mor dos seus costumes. Detectaremo-lo mais doadamente polo canto dos machos na Primavera e, sobretodo, quando aparecem os primeiros grupos familiares com polos recém voados, o qual facilita a confirmaçom da sua cria.
    Esta semana achava os primeiros jovens voantons por terras do concelho de Moeche. O adulto da imagem anterior acompanhava este polo do ano num lavradio.


  Afortunadamente os juvenis som bastante mais confiados e permitiu que me achegasse algo mais.


  Ao igual que o resto da sua família o Tordo charlo consome tanto froitos silvestres ou de horta coma invertebrados, especialmente aqueles de corpo brando (caracois ou lombrigas). Para anidar escolhe umha árvore onde fai o ninho a moita altura. Entom volvem-se máis fugidios aínda, polo que a sua observaçom nos lugares próximos ao ninho é quase umha quimera.

  Sem embargo podemos vê-los quando levam bicada. Daquela movem-se emtre os campos de alimentaçom e os arvoredos de nidificaçom a carregar alimento para os polos. Ao contrario que outros paxaros florestais, que voan perto do chao, o Tordo charlo voa quasse sempre moi alto, umha circunstáncia que pode ajudar na identificaçom.

Tordo charlo (Turdus viscivorus) juvenil
Sony RX10  (Focal 220 mm ISO  250  V: 1/640  F: 4)

Foto anterior sem recurte

 Ja temos outra nova espécie para a lista das reprodutoras na quadrícula. Ésta é a única lista que a mim me importa.

No hay comentarios:

Publicar un comentario